Segunda-feira, 23 de Julho de 2012

A BOFETADA – NOVA CAPA

 

 

 

Vencedor do Commonwealth Writers’ Prize

Nomeado para o Man Booker Prize

 

Numa festa, um homem esbofeteia uma criança.

O menino tem três anos. E não é filho dele.

 

Durante um encontro de amigos, um homem dá uma bofetada a uma criança de três anos. Trata-se de um acto isolado, mas as suas repercussões vão fazer-se sentir nas vidas das oito pessoas que o testemunham de perto. As suas lealdades e paixões são postas à prova, redefinidas, extremadas.

Para as oito personagens, aquele é um momento transformador. Uma a uma, as suas vozes vão dar início a uma caleidoscópica e inquietante viagem aos limites do amor, do sexo, do casamento e da família.

 

Celebrado pela crítica e pelos júris dos mais importantes prémios literários, A Bofetada é um livro fracturante e controverso. Na sua dissecação da angústia civilizacional moderna, transcende o seu próprio ponto de partida e desconstrói as relações humanas. O que se segue é nada menos do que um implacável exame à vida no século XXI.

tags:
publicado por Miguel Seara às 14:27
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

A BOFETADA

 

 

 

 

Vencedor do Commonwealth Writers’ Prize

Nomeado para o Man Booker Prize

 

Numa festa, um homem esbofeteia uma criança.

O menino tem três anos. E não é filho dele.

 

Durante um encontro de amigos, um homem dá uma bofetada a uma criança de três anos. Trata-se de um acto isolado, mas as suas repercussões vão fazer-se sentir nas vidas das oito pessoas que o testemunham de perto. As suas lealdades e paixões são postas à prova, redefinidas, extremadas.

Para as oito personagens, aquele é um momento transformador. Uma a uma, as suas vozes vão dar início a uma caleidoscópica e inquietante viagem aos limites do amor, do sexo, do casamento e da família.

 

Celebrado pela crítica e pelos júris dos mais importantes prémios literários, A Bofetada é um livro fracturante e controverso. Na sua dissecação da angústia civilizacional moderna, transcende o seu próprio ponto de partida e desconstrói as relações humanas. O que se segue é nada menos do que um implacável exame à vida no século XXI.

tags:
publicado por Miguel Seara às 09:35
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar





Descarregue o presskit do livro








tags

a série

biografia

críticas

diário digital

entrevista

expresso

guia de críticas

i

jornal de notícias

ler

o jogo

os meus livros

passatempo

pnetliteratura

primeiro capítulo

público

sábado

sinopse

teatro

vídeos

todas as tags

subscrever feeds